terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Pelo menor caminho


O garoto voador...voou

A principal atração da corrida do último domingo no Hipódromo da Gávea foi o Clássico Luiz Rigoni, em 1.600 metros, grama macia, para corredores de 3 anos e mais idade. No reduzido campo de sete competidores, a presença de Desejado Damascus, ausente das pistas há um ano e nove meses, chamava a atenção. Após a partida, foi justamente o defensor do Stud Alvarenga que assumiu a liderança, seguido de perto por Hull Hite e Olympic Pantanal. Um pouco mais afastados iam Flyboy (sempre junto à cerca), Avattore e Fast Feet, com Imperador Voltou bem longe, na última colocação. Na reta final, Desejado Damascus tentava manter a primeira colocação, mas Olympic Pantanal e Fast Feet avançaram forte. Sentindo o esforço, o ponteiro começou a cansar e abriu um pouco, deixando espaço por dentro. Foi quando surgiu Flyboy, que correu sempre pelo menor caminho, com grande ação, passando de passagem pelos adversários. Corrido no último posto, Imperador Voltou atropelou forte e ficou com a segunda posição. Muito boa a direção de Henderson Fernandes no cavalo do Stud Red Rafa. Apresentação nota 10 de Venâncio Nahid. O filho de Redattore e Navegantes marcou o tempo de 96s60.

Tap Is Back brilha em tarde totalmente “Azul e Branca”

O destaque de sábado na Gávea foi Clássico São Francisco Xavier, em 1.000 metros, grama macia, com campo numeroso. Reaparecendo de uma ausência de seis meses (não corria desde o GP Major Suckow), o castanho Tap Is Back, bem dirigido por Jean Pierre, venceu com firmeza, mostrando total superioridade em relação aos adversários. Apresentação de luxo de Dulcino Guignoni no defensor do Stud Alvarenga. Por falar no treinador e no proprietário, a tarde não poderia ter sido mais fantástica. Em Cidade Jardim, Billion Dollar venceu a I Copa São Paulo de Velocidade, em 1.000 metros, grama, dirigido por Vagner Borges. Ganhou com autoridade faturando prêmio significativo. Apesar destas duas conquistas importantes, o que mais impressionou o matungo aqui foi a vitória, na Gávea, em páreo de perdedor, do potro Bal A Bali, montado por Anderson Paiva. Este defensor do Stud Alvarenga treinado pelo Guignoni ganhou por 8 corpos e meio e assinalou o incrível tempo de 55s44, que foi 69 centésimos melhor do que a marca registrada por Tap Is Back. Agora, justiça seja feita. Os três potros são filhos de Put It Back e foram criados pelo Haras Santa Maria de Araras. Que sábado!

Frases que merecem ser lidas

Neste espaço matungo-cultural, mais uma frase que merece destaque:

“Jamais frequentaria um clube que me aceita como sócio” (Groucho Marx)

Rapidinhas
* Em mais uma semana bastante produtiva, Dalto Duarte obteve oito vitórias e segue firme na liderança da estatística com 132 triunfos. Henderson Fernandes ganhou cinco páreos e continua em segundo lugar com 105 pontos. A seguir Carlos Lavor (90), Vagner Borges (87) e Marcelo Cardoso (82).

* Entre os treinadores, onde a disputa continua acirrada, Dulcino Guignoni retomou a liderança e está com 87 vitórias contra 86 de Venâncio Nahid. Essa “briga” vai continuar sensacional até o fim da temporada. Chegando mais perto Christiano Oliveira está com 79 primeiros lugares, seguido de Júlio Cezar Sampaio (68) e Francisco Pereira Filho (59).

* Nesta quarta-feira no tattersall de Cidade Jardim, leilão de redução de plantel do Haras The Best, com a apresentação de potros da geração 2010, reprodutoras e animais em treinamento. O leilão será televisado pelo TV Turfe do Rio, TV Jockey de São Paulo e pela internet. Começará logo depois do jogo do Brasil.

* É muito corredor o tordilho Beduíno do Brasil, que no último domingo venceu o GP Linneo de Paula Machado em Cidade Jardim. Tomara que seus responsáveis decidam pela ida do corredor ao Chile. Na areia é adversário sempre.

* Praticamente definidos os campos das carreiras de abertura das Tríplices Coroas. Jorge Ricardo confirmado para dirigir Holding Glory e Sutil, prováveis favoritos. Prato cheio para quem gosta de ver animais de categoria disputando provas de Grupo I. Tudo isso dia 17 de fevereiro.

* Na próxima terça-feira de carnaval, um blog mais reduzido, mas presente. O mundo do turfe não fica parado, mas a folia fala mais alto nestes dias. O matungo aqui quer ler bons livros e ver bons filmes.

* Para não dizer que não falei de futebol, gostaria de registrar os 4 x 2 do meio da semana. É sempre muito bom receber a freguesia com atenção. O veloz entregador de pizza Rafinha passou como um foguete pelo Dedé. Até o “Neymar de Bangu” também passou. Fazer o que?

 O DESTAQUE DO MATUNGÃO

Não poderia ser outro o destaque absoluto da semana. Como apaixonado por cavalos de corrida e por corrida de cavalos há mais de 40 anos e, acima de tudo, como brasileiro, vibrei demais com a estreia vitoriosa da craque Old Tune nas terras do Tio Sam. Sábado, em Tampa Bay Downs, a tríplice coroada carioca venceu o Endeavor Stakes, do Grupo III, em 1.700 metros, grama, dirigida por Joel Rosário. Logo na largada a castanha do Stud TNT assumiu a liderança, que manteve até o início da reta oposta, quando foi superada poucos metros por uma tordilha. Logo em seguida retomou a primeira colocação e fugiu para o disco. A prova teve bolsa de US$ 150 mil e Old Tune foi apresentada pelo treinador Todd Pletcher. A vencedora, por Wild Event e Chanson Por Julia (Irish Fighter) não teve seu recorde homologado, uma vez que o tempo corrigido foi de 101s48. Quem quiser assistir à vitória de Old Tune pode acessar este link: http://www.bloodhorse.com/horse-racing/race/USA/TAM/2013/2/2/9/endeavour-s-gr-3

O MATUNGÃO E A SEMANA

Como habitualmente acontece na semana do carnaval, o Jockey Club Brasileiro organizou programas para quinta-feira, sexta-feira e sábado. Serão disputados, respectivamente, nove, dez e 11 páreos. A atração principal da semana será a Prova Especial Mário Cerqueira Teixeira de de Souza, em 1.300 metros na pista de areia. Foram anotados apenas cinco competidores: Tiff, Alfa Master. Mário de Fúria, Vitrolle e Blue Trix Mix. Será uma disputa interessante. Na quinta-feira haverá simulcasting com o Cristal, que começa bem mais cedo. Sexta-feira a corrida será apenas na Gávea e no sábado o simulcasting com Cidade Jardim. Em São Paulo, como também habitualmente acontece, haverá corrida no domingo de carnaval...Chega!
As fotos que constam do blog são de autoria de Gerson Martins e colhidas na internet. 

Um comentário:

Antonio José De Nardo disse...

Excelente qualidade jornalística. (sou turfista!) Por que parou?
Volta M.A.R.!!!"Tonhão" elegia02brazil@gmail.com